Ir para o conteúdo
Luzes de uma cidade à noite

O que é transformação digital?

A transformação digital é um componente essencial de uma estratégia global de transformação empresarial e, embora não seja o único fator, é crucial para o sucesso ou fracasso de qualquer esforço de transformação. As tecnologias certas, em conjunto com pessoas, processos e operações, conferem às organizações a capacidade de se adaptarem rapidamente à disrupção e/ou a novas oportunidades; de satisfazerem necessidades de cliente novas ou em evolução; e de promoverem o crescimento e inovação futuros, frequentemente de formas inesperadas.

 

Na primeira das quatro revoluções industriais, o vapor foi a tecnologia disruptiva que mudou o mundo. Na segunda, foi a linha de montagem; na terceira, foi o computador. Atualmente, atravessamos a quarta Revolução Industrial, que é digital. Tecnologias digitais inteligentes como inteligência artificial (IA), machine learning, redes de Internet of Things (IoT), funções analíticas avançadas e robótica, têm o poder de reinventar a forma como trabalhamos e conduzimos os negócios, bem como a forma como as empresas interagem com os seus clientes e com o mundo.

Definição de transformação digital

A transformação digital envolve a integração de tecnologias e soluções digitais em todas as áreas de uma empresa. Trata-se de uma mudança tão cultural como tecnológica, porque exige que as organizações operem mudanças fundamentais na forma como funcionam e como proporcionam experiências de cliente e benefícios. As soluções digitais também ajudam a aumentar a força de trabalho e podem provocar a transformação dos processos e do modelo de negócio de uma empresa.

Descubra como as inovações digitais estão a impulsionar a transformação empresarial

 

Digitização: A conversão de informações e documentos de formatos analógicos para digitais.

Digitalização: A integração de tecnologias digitais nos processos empresariais existentes.

Transformação digital: Uma reformulação fundamental da experiência de cliente, dos modelos de negócio e das operações. Tem a ver com encontrar novas formas de fornecer valor, gerar receita e melhorar a eficiência.

A importância da transformação digital no atual clima empresarial

Com o passar dos anos da década de 2020, torna-se cada vez mais óbvio que, para as empresas crescerem e competirem, têm de tomar medidas para se tornarem mais resilientes, competitivas e reativas. As empresas têm de desenvolver e transformar as suas estruturas digitais, a começar pelas matérias-primas e primeiras camadas da cadeia logística, passando pela satisfação das rápidas mudanças das exigências dos clientes, que querem apoio e atendimento mais personalizados, até à modernização e inovação dos modelos de negócio tradicionais.

 

No seu mais recente inquérito com altos executivos empresariais, a McKinsey concluiu que, desde o início da pandemia, existe um sentimento palpável de urgência entre os líderes das empresas no sentido de digitalizarem e modernizarem os seus processos e sistemas legados. Segundo o inquérito, muitos participantes reconhecem que os modelos de negócio das suas empresas se tornaram obsoletos. Apenas 11% acreditam que os seus modelos de negócio atuais serão economicamente viáveis até ao fim de 2023, enquanto 64% afirmam que as suas empresas precisam de criar novos negócios digitais para conseguirem o mesmo.

 

Para as empresas atuais, já não se trata de se precisam da digitalização para competirem no atual clima empresarial, mas de com que brevidade podem iniciar o seu percurso de transformação digital.

Inovação empresarial e três facetas da transformação digital

Atualmente, as empresas vivem uma época de rápido aumento da concorrência e das exigências dos clientes. Um dos grandes objetivos das iniciativas de transformação digital consiste em ajudar a apoiar os líderes e as equipas empresariais a tornarem as suas operações mais simples e competitivas. As novas tecnologias (abordadas a seguir) desempenham um papel central na promoção da transformação, tal como o processo empresarial, os modelos de negócio, a cultura organizacional e a recetividade à transformação.

Qualquer plano de transformação deve abordar estas três áreas:

 

  1. Transformação de processos empresariais: Envolve a alteração e adaptação de processos centrais – frequentemente estabelecidos há muito tempo – e fluxos de trabalho, para reagir da melhor maneira à mudança das metas empresariais, da concorrência e das exigências dos clientes. Apesar de os termos serem frequentemente utilizados de forma permutável, a transformação digital é uma parte da transformação empresarial: cria um enquadramento ligado e tecnológico que sustenta e apoia as alterações de processos.

    A transformação de processos empresariais torna-se evidente de ponta a ponta nas operações da empresa, graças a melhorias na gestão do fluxo de trabalho. Por exemplo, através da implementação de um sistema de cadeia logística digitalizado e baseado na Cloud, as empresas podem reduzir as interrupções, simplificar a produção e aumentar a rentabilidade.
  2. Transformação do modelo de negócio: A transformação dos processos empresariais concentra-se nos fluxos de trabalho e nas áreas da empresa relacionadas com tarefas, enquanto a transformação do modelo de negócio visa os componentes da forma como o valor é fornecido num determinado setor de atividade. Essencialmente, as empresas estão a utilizar a transformação digital para alterarem os modelos de negócio tradicionais.

    Na indústria automóvel, as tecnologias digitais possibilitam a centralização e automatização de modelos de negócio baseados em subscrição e de processos de faturação. Em conjunto com a rápida mudança das exigências dos clientes e uma mudança cultural generalizada, a compra tradicional de automóveis está a ser transformada com modelos baseados em subscrição.
  3. Transformação organizacional e cultural: Uma transformação digital bem-sucedida deve estar alinhada com a cultura e os valores da organização. Uma perda de crença interna na cultura empresarial pode afetar a produtividade, a iniciativa e o bem-estar da força de trabalho. A adesão lenta ou pessimista a novas tecnologias pode resultar em falha de objetivos e provocar uma perda de competitividade, receita e valor da marca.

    A melhor forma de concretizar a transformação organizacional é através de colaboração e conversas francas, de cima para baixo na hierarquia da empresa – sobre como a transformação digital afetará as funções e os fluxos de trabalho e por que motivo as equipas de liderança pensam que o risco e o esforço serão recompensados a longo prazo.

A alteração das preferências dos clientes, incluindo a perda de interesse na propriedade de produto físicos, tem acelerado a mudança para ofertas baseadas em subscrição que vão além do software e dos serviços digitais.
Boston Consulting Group 2021

Benefícios da transformação digital

A transformação digital está presente em todos os níveis e funções de uma empresa moderna. As tecnologias inteligentes fornecem às organizações as ferramentas essenciais de que precisam para sobreviverem e prosperarem. Eis alguns dos potenciais impactos da transformação:

  • Fornece informações aprofundadas para informar a tomada de decisões em tempo real: Para muitas empresas, a avaliação de desempenho e o retorno do investimento tem sido um processo retroativo. Quando os dados são finalmente recolhidos, processados e manualmente analisados, a oportunidade já passou. Com um sistema de ERP moderno e funções analíticas avançadas, as empresas conseguem ver dados em tempo real e personalizar poderosos algoritmos de análise, para tomarem imediatamente as melhores decisões.
  • Melhora a eficiência e produtividade: Os dispositivos e máquinas de uma rede de IoT transmitem dados, registos em log de máquinas e relatórios de desempenho, de forma contínua. Através da aplicação de funções analíticas avançadas, esses dados podem apoiar a manutenção preditiva, reduzir as interrupções e fornecer informações para fluxos de trabalho mais produtivos e eficientes.
  • Melhora a experiência de cliente: Os seus clientes querem que as suas necessidades sejam satisfeitas nos seus termos. Personalização, acesso em todos os canais, planos personalizados de apoio ao cliente e acesso a dados em tempo real, podem ajudá-lo a cumprir as suas expetativas em constante mudança e, ao mesmo tempo, a aumentar os leads e a promover a retenção e a fidelização.
  • Ajuda a promover a inovação do modelo de negócio: Não há dúvida de que as exigências dos consumidores e do mercado estão constantemente a mudar e que se concentram cada vez mais na inovação do modelo de negócio como meio de criação de valor. Mas, para mudarem e modernizarem modelos de negócio fundamentais e experiências de cliente, as empresas precisam de ter capacidade de recolher e analisar dados em tempo real e desenvolver processos automatizados e inteligentes para gerirem novos modelos de negócio, de pagamento e de apoio ao cliente.
  • Apoia uma estratégia robusta e competitiva de crescimento empresarial: Quando as empresas digitalizam as suas operações e otimizam os seus serviços com tecnologias ligadas, encontram novas formas de se ligarem e colaborarem, e de simplificarem as estratégias de crescimento empresarial futuro, que incluem:
    • Desenvolvimento de novos produtos e serviços
    • Melhoria da rentabilidade e reforço dos canais de receita
    • Atração e retenção de novos leads e clientes
  • Promove a agilidade e a resistência à disrupção: A pandemia de COVID-19 serviu para revelar muitas vulnerabilidades dos atuais processos empresariais e modelos de negócio. No entanto, foi apenas uma das muitas mudanças culturais, económicas, políticas e de mercado que as empresas têm vindo a enfrentar nos últimos anos. As empresas modernas olham agora para a transformação digital para se equiparem com as ferramentas necessárias para o desenvolvimento rápido de novos produtos e serviços, e para as funções analíticas preditivas para as ajudarem a ver melhor as disrupções que se aproximam, ou a antecipar as mudanças do mercado e as oportunidades. Querem conseguir aumentar ou reduzir a sua escala com facilidade e ter um conjunto completo de soluções ligadas à Cloud que podem promover a inovação, sem precisarem de saltar de um fornecedor para outro.

A transformação tecnológica permite a transformação empresarial

A transformação digital é sustentada por algumas destas novas tecnologias centrais:

 

ERP moderno e tecnologias de base de dados


As melhores soluções de ERP na Cloud utilizam tecnologia de base de dados in-memory, que as torna altamente escaláveis e adaptáveis. Isso é importante porque elas são essencialmente o "cérebro" subjacente à transformação digital da empresa. O ERP pega em todos os processos centrais necessários para gerir uma empresa (como os financeiros, de RH, fabrico e cadeia logística) e integra-os num único sistema. E quando um ERP moderno é potenciado por tecnologias de IA, tem o poder de, não só gerir e processar Big Data, mas de analisar e aprender.

 

Funções analíticas avançadas


Para conseguirem fornecer valor, os dados têm de ser dominados e compreendidos. Utilizando algoritmos de IA e machine learning, as funções analíticas avançadas fornecem informações e relatórios que são aprofundados, exatos e úteis. As empresas também podem personalizar as configurações de análise de dados on-demand. Isso permite aos líderes das empresas agirem de forma rápida e decisiva, aproveitando uma oportunidade ou reagindo ao risco.

 

Conetividade na Cloud


Uma infraestrutura baseada na Cloud é um componente essencial do sucesso da transformação digital e da criação de redes de IoT e sistemas empresariais ligados. O acesso on-demand e centralizado a todos os sistemas, ativos e dados, permite às organizações escalarem a infraestrutura consoante as necessidades e mudarem ou automatizarem rapidamente os seus fluxos de trabalho. Isso ajuda a apoiar a mudança rápida das prioridades empresariais e dos modelos operacionais. E, como nos diz a
Forrester, em 2021 quase 60% das empresas da América do Norte confiavam em plataformas na Cloud, o que é uma percentagem cinco vezes superior à registada há apenas cinco anos.

 

Soluções de IA e machine learning


O Big Data cresceu com a IA e machine learning. Para processar e compreender Big Data, é necessário ter o poder da IA e de machine learning. Para que IA e machine learning forneçam resultados exatos e com significado, ambos precisam de ter conjuntos de dados suficientemente grandes para permitir aprendizagem e análise robustas. A parceira entre Big Data, IA e funções analíticas está no centro da transformação empresarial e digital – impulsionando o planeamento preditivo e a automatização reativa.

 

Internet of Things


Os dispositivos e máquinas de uma rede de IoT podem enviar e receber dados digitais. Os registos em log e os relatórios de manutenção das máquinas são analisados para se otimizar o desempenho e a eficiência. Os sistemas empresariais baseados em IA analisam continuamente essa informação, em busca de padrões, tendências e correlações. Essas perceções ajudam a promover a manutenção preditiva e os fluxos de trabalho automatizados, aumentando a eficiência e a produtividade ao longo do tempo, à medida que as aplicações de machine learning "aprendem" com os dados da IoT.

 

Robótica e automatização robótica de processos (RPA)


A robótica e a RPA utilizam processos automatizados para realizarem tarefas repetitivas ou pré-programadas. Os dispositivos robóticos são compostos por peças mecânicas móveis, montadas para executarem tarefas físicas específicas. Os processos de RPA também são programados e automatizados – no entanto, existem sob a forma de processos de software em vez de dispositivos físicos, e as tarefas que executam são de natureza administrativa.

Exemplos de transformação digital

Cadeia logística, aprovisionamento e fabrico

Num relatório de julho de 2020, a Gartner afirma que, se quiserem prosperar e otimizar as suas cadeias logísticas, as empresas "têm de procurar tecnologias inovadoras que tenham potencial de disrupção dos modelos de funcionamento da cadeia logística e de fornecer uma vantagem competitiva". A transformação digital nas cadeias logísticas e no fabrico proporciona visibilidade descentralizada, desde as matérias-primas até aos clientes finais, e promove a resiliência.

A Kiara Health, uma empresa de fabrico de produtos farmacêuticos e de soluções de cuidados de saúde, explica como se tornou mais eficiente e se preparou para o futuro, graças ao seu sistema de ERP.

 


Setores de apoio ao cliente e RH

Na última década, as tecnologias digitais têm vindo a impulsionar a mudança no local de trabalho. Realidade virtual, chatbots e dispositivos móveis estão a personalizar o processo de integração e a melhorar o apoio prestado aos colaboradores. O blockchain assegura e privacidade e exatidão da informação. O machine learning ajuda a eliminar preconceitos e a garantir que as empresas defendem a diversidade e a inclusão.

Descubra como o chatbot de colaborador da EY melhorou a produtividade e ofereceu apoio permanente aos seus colaboradores.

 


Saúde e ciências da vida

As tecnologias digitais no setor dos cuidados de saúde têm uma carga de trabalho complexa. Os programas de investigação e diagnóstico dependem fortemente de IA e machine learning. Os dispositivos cirúrgicos e médicos exigem a velocidade e a exatidão das tecnologias Cloud e de base de dados. Os trabalhadores dos cuidados de saúde que prestam cuidados e apoio aos pacientes estão a melhorar as opções de mobilidade e monitorização, para que os utilizadores se sintam seguros e confiantes, com tecnologias móveis em regime de self-service.

 

Setor bancário

Um relatório da 2020 da JD Powers afirma que "…podemos dizer com segurança que atingimos o momento crítico, em que os bancos que escolhem a fórmula certa registam fortes ganhos de adesão e satisfação". A transformação digital no setor dos serviços financeiros presta serviços extremamente personalizados, fornece melhor funcionalidade móvel e acesso remoto gratuito a serviços mais complexos, como planeamento financeiro e gestão de crédito.

 

Retalho

No setor do retalho,a transformação digital pode automatizar e otimizar redes logísticas, personalizando e acelerando as entregas. Tal como em todos os setores de consumo, a crescente procura de serviços personalizados também está a impulsionar a inovação digital. Um estudo recente da Epsilon concluiu que 80% dos consumidores têm maior probabilidade de escolher um retalhista que preste serviços personalizados, como chatbots sempre disponíveis (24×7), sugestões personalizadas de produtos, recomendações de produtos e mobilidade fluida em todos os canais.

 

Indústria automóvel

A indústria automóvel foi um dos primeiros setores a adotar a robotização do fabrico e a automatização digital. Mas sendo das indústrias mais competitivas do mundo, muitas das suas mais recentes inovações dizem respeito ao apoio e retenção de clientes. Aplicações de personalização e de interface com o condutor proporcionam segurança e prazer na condução, além de fornecerem dados valiosos à empresa para melhorar o desenvolvimento de produtos, o marketing e a experiência de cliente.

Os maiores desafios da transformação digital

Estudos realizados por líderes de opinião como a McKinsey e a Harvard Business Review, demonstraram que até 70% das iniciativas de transformação empresarial e digital não são bem-sucedidas. No entanto, se observarmos melhor, descobrimos que o defeito não reside nas novas tecnologias nem nas inovações empresariais. Os pontos fracos residem no fraco planeamento, fracas estratégias de comunicação e mudança e na incapacidade generalizada dos líderes e gestores de projeto de incluírem e procurarem a aceitação de todas as equipas afetadas pela mudança. Por outras palavras, das três áreas principais da transformação digital mencionadas acima, a "transformação cultural" é frequentemente aquela de que se fala menos mas, na realidade, pode ser a mais crucial de todas.

 

Em 2020, a Oxford Economics realizou um vasto inquérito com mais de 3000 executivos de 10 dos maiores setores de atividade globais. Descobriram que a transformação empresarial funciona melhor"quando todas as partes de uma organização, incluindo os seus parceiros externos e clientes, são ágeis e estão interligadas. Os executivos têm de garantir que a informação que flui por todo o ecossistema empresarial é de alta qualidade, permitindo a todos os participantes interagirem de formas que contribuem para a organização atingir as suas metas".

placeholder

Melhores práticas de transformação

As empresas interligadas destacam-se pela liderança e resiliência.

Preparação para a transformação digital da empresa

Num clima empresarial desafiante, as empresas têm de aproveitar todas as vantagens competitivas – e, cada vez mais, essas vantagens são digitais. Até 2018,mais de 89% dos executivos tinham adotado uma política empresarial de prioridade digital. Em 2021, esse número continuava a aumentar. No entanto, como vimos anteriormente, muitos projetos de transformação digital ficam estagnados devido a fraca comunicação e mau planeamento.

 

Pense nestas quatro etapas à medida que avança no seu percurso de transformação digital e fale com o seu fornecedor de software para que o ajude a começar, com a conceção de uma estratégia e um roadmap de transformação, e descobrindo que soluções são as melhores para as necessidades específicas da sua empresa.

  1. Determine o seu ponto de partida. Audite os seus sistemas e ativos existentes. Que máquinas já estão digitalizadas? Quais precisam de gateways de IoT? O seu ERP é moderno e escalável ou ainda é executado sobre memória de base dados baseada em disco? Para dar uma vantagem inicial ao seu projeto, comece por procurar na sua empresa os processos que são de elevada prioridade operacional e que apresentam o caminho menos complicado para a transformação.
  2. Defina as suas prioridades. Não planeie uma maratona antes de sequer ter percorrido o primeiro quarteirão. A beleza da transformação digital é que não tem de acontecer toda de uma vez. Tal como os componentes, as tecnologias inteligentes são concebidas para poderem evoluir, serem escaláveis e integrarem-se. 
  3. Crie o seu roadmap.Um benefício importante das tecnologias inteligentes reside na sua imensa escalabilidade e capacidade de rápida adaptação e reconfiguração. Um roadmap de transformação ideal deve deixar espaço para agilidade e crescimento, mas comece com um roadmap que inclua algumas metas robustas e atingíveis. Inclua também no seu plano uma gestão sólida da mudança e estratégias de migração – a transformação digital é um percurso tão humano como tecnológico. Estas primeiras etapas são importantes. Procure apoio junto de profissionais especializados que compreendem as suas necessidades únicas e que podem ajudá-lo a traçar o melhor percurso para a sua empresa.
  4. Prepare as suas equipas.Thoreau disse que "As coisas não mudam; nós é que mudamos". As tecnologias inteligentes podem ajudar a reduzir a quantidade de tarefas repetitivas e aborrecidas, a melhorar a motivação dos colaboradores e a apoiar a colaboração. No entanto, estes benefícios só podem ser obtidos quanto todos estão empenhados no mesmo objetivo. Não surpreenda as suas equipas. Aprenda com as suas opiniões e ideias, aborde diretamente as suas preocupações e dê-lhes tempo para mudarem.
placeholder

Inicie hoje mesmo a sua transformação digital

Trace o seu roadmap de transformação com um ERP moderno.

Outros recursos nesta série

Perguntas frequentes: Perguntas comuns sobre transformação digital

A transformação digital é uma transformação empresarial e um projeto de gestão da mudança que abrange toda a empresa. Quando os projetos de transformação digital falham ou ficam estagnados, raramente isso se deve a um problema técnico – é quase sempre um problema cultural. Em relatórios e artigos da McKinsey e de outras consultoras, descobrimos que o fraco planeamento, metas desalinhadas e estratégias pouco claras são a causa da maioria dos revezes que afetam a transformação.

No seu quinto relatório anual intitulado State of Digital Transformation (Estado da transformação digital), o grupo de investigação Altimiter conclui que, tipicamente, a maior parte da responsabilidade é partilhada entre o CIO e o CEO. Mas como a transformação digital já não é considerada como uma iniciativa exclusivamente tecnológica, as empresas estão a começar a confiar mais em especialistas em processos empresariais internos, para garantirem que as integrações de tecnologia digital beneficiam todos o mais possível.

Claro que isto varia de empresa para empresa mas, para a maioria das empresas, um ERP moderno na Cloud baseado em IA e uma base de dados in-memory, estão no centro de qualquer empresa digital. Dentro do sistema de ERP está o "cérebro" que analisa, direciona e processa todas as informações da empresa.

Comece de forma simples, escolhendo algumas métricas essenciais que são mais importantes para o seu setor de atividade e organização (aquisição de leads, produtividade do fabrico, planeamento preditivo). Compreenda a sua situação atual relativamente a esses critérios, defina metas realistas e avalie novamente em momentos fixos.

Ao contrário das atualizações de software do passado, a transformação digital não é um projeto isolado de TI. A transformação digital afeta todas as áreas e funções de uma empresa e exige adaptação e resiliência tecnológica e cultural. Antes deste género de projetos, contacte o seu fornecedor de software para garantir que está a traçar o melhor caminho para a sua situação específica.

Newsletter do SAP Insights

placeholder
Subscreva agora

Subscreva a nossa newsletter para obter informações essenciais.

Outras leituras

Voltar ao início