Ir para o conteúdo
Homem vendo partes em realidade aumentada

O que é realidade aumentada?

 

Esta página da Web foi traduzida automaticamente para sua conveniência. A SAP não fornece nenhuma garantia em relação à exatidão ou integridade da tradução por máquina. A página original em inglês pode ser encontrada usando o mapa mundial no canto superior direito desta página.

Se você já usou um serviço de visão de rua para conhecer um bairro antes de viajar, ou um aplicativo de decoração interior para ver como é o mobiliário em sua sala de estar, você já experimentou a realidade aumentada (AR). No entretenimento, há muitos exemplos de RA: filtros que alteram a aparência de uma pessoa em uma foto, jogos que misturam espaços reais e virtuais, e aplicativos que colocam personagens virtuais dentro de um ambiente físico. 

 

Mas o que é AR para os negócios? É a tecnologia que atende às necessidades específicas da empresa de várias maneiras surpreendentes e inovadoras. É também um dos pilares da Indústria 4.0, a quarta revolução industrial que está transformando os negócios da mesma forma que as revoluções anteriores de séculos atrás. 

 

Definição de realidade aumentada

A realidade aumentada é uma experiência interativa que potencializa o mundo real com informações perceptuais geradas por computador. Usando software, aplicativos e hardware, como os óculos AR, a realidade aumentada sobrepõe o conteúdo digital em ambientes e objetos da vida real. Isso enriquece a experiência do usuário e transforma o entorno imediato em um ambiente de aprendizagem interativo, particularmente valioso na produção e nos processos da Indústria 4.0. Ele permite que os usuários industriais se tornem "únicos" com os sistemas e máquinas com os quais trabalham e otimizem e ampliem a tecnologia e as redes de IoT com engenhosidade, observação e criatividade humana. 

Como funciona a realidade aumentada?

A realidade aumentada funciona sobrepondo informações digitais em objetos do mundo real para criar uma experiência 3D que permite aos usuários interagir com os mundos físico e digital. Mas a AR não existe e não pode existir em um silo; seu verdadeiro valor está em fazer parte de um ecossistema da Indústria 4.0 conectado à nuvem que incorpora tudo, desde Big Data até robôs automatizados.

 

Aqui está uma visão geral do processo de realidade aumentada:

  1. Um dispositivo habilitado para AR com uma câmera como óculos inteligentes, um tablet ou um smartphone analisa sintaticamente um feed de vídeo para identificar um objeto físico ou o ambiente ao redor do usuário, como um pedaço de maquinário ou o layout de um depósito. 
  2. Um gêmeo digital – uma réplica digital 3D do objeto na nuvem – conecta os ambientes real e virtual. Ele coleta informações do objeto físico e digital
  3. O dispositivo de realidade aumentada então baixa informações sobre o objeto a partir da nuvem. Ele sobrepõe informações digitais sobre o objeto usando marcadores ou rastreadores como GPS, acelerômetros, orientação e sensores barométricos, entre outros. Isso cria uma interface 3D parcial, parcial digital.  
  4. Graças aos dados em tempo real que fluem de produtos, o usuário pode interagir com o objeto ou ambiente movendo-se e enviando comandos para a nuvem através de uma tela sensível ao toque, por voz ou com gestos. 

O que é realidade mista, ou realidade aumentada vs. realidade virtual?

Enquanto as diferenças entre realidade aumentada, virtual e mista são sutis, cada tipo de tecnologia interage de forma diferente com os mundos real e virtual.  

 

 

  • Realidade virtual: a realidade virtual, ou VR, remove as pessoas do mundo real e as imersa totalmente em um mundo virtual usando um display ou fone de ouvido montado na cabeça. Nesse mundo virtual de imagens e sons, os usuários podem se mover em todas as direções, manipular objetos e muito mais. A RV é frequentemente usada na área da saúde, arquitetura e educação.  
  • Realidade aumentada: AR aprimora, ou amplia, o mundo real com informações digitais. Enquanto os aplicativos de realidade aumentada funcionam por meio de dispositivos móveis, como smartphones ou tablets, em configurações industriais e de produção, onde beneficia o usuário a ter as mãos livres, óculos ou fone de ouvido são os melhores gateways para a experiência de AR.  
  • Realidade Mista: A RM mescla imaginação e realidade para que os usuários possam ver e interagir com o mundo real e com o ambiente virtual simultaneamente. Pense em jogar um videogame virtual enquanto bebe café real e ofereça um personagem imaginário de seu café no seu jogo – você está misturando realidades. 

A realidade aumentada proporciona aos usuários uma experiência imersiva e informacional que pode ser extremamente impactante no desenvolvimento de produtos, como mostrado nesta imagem. 

Para que se utiliza a realidade aumentada no setor?

No setor, a AR pode ser usada para tudo, desde a identificação do ativo até a transferência de conhecimento na área até o treinamento. Ao incorporar o físico com o virtual para aumentar a forma como as pessoas trabalham, a realidade aumentada dá aos trabalhadores mais informações e contexto sobre o produto ou as máquinas em que estão trabalhando e o mundo ao seu redor.  

 

A AR é comumente usada nas seguintes áreas: 

  • Design e desenvolvimento de produtos: Imagine ser capaz de criar protótipos de objetos virtuais que designers e potenciais usuários possam andar e examinar de todos os ângulos? Graças à realidade aumentada, gêmeos digitais e IoT, os designers de produtos podem dar vida aos produtos, testá-los e ajustá-los antes que qualquer coisa física seja construída.  
  • Manutenção, controle operacional e segurança: com AR, os trabalhadores podem obter informações imediatas sobre qualquer máquina com a qual estejam interagindo. Eles podem acessar o manual do usuário mais recente ou se conectar com um especialista em qualquer lugar do mundo para ajudá-los a avaliar ou reparar um problema. Isso dá suporte à produção contínua e ao desempenho sem interrupções.  
  • Treinamento e aprendizado para colaboradores e operadores: a realidade aumentada permite que os colaboradores sejam treinados em qualquer máquina ou equipamento "sob demanda", transformando seus ambientes imediatos em uma plataforma de aprendizado contínua. Ela também oferece ambientes e cenários que permitem aos colaboradores aprimorar suas habilidades e, ao mesmo tempo, aumentar a produtividade e a segurança.  
  • Controle de qualidade: a incorporação de AR no controle de qualidade e na garantia pode ajudar a evitar defeitos durante a produção, otimizar o processo de produção e reduzir o tempo de lançamento no mercado. Por exemplo, os técnicos que usam óculos AR podem visualizar um produto e obter informações de sensores de IoT incorporados nos componentes de produto que geram informações sobre cada peça e alertam para problemas.  

Benefícios da realidade aumentada na produção

Muitos setores e fabricantes estão adotando realidade aumentada porque impulsionam eficiências operacionais, reduzindo o tempo de inatividade da produção, identificando problemas rapidamente e mantendo os processos em movimento. 

As empresas que adotam realidade aumentada na produção observam uma melhoria média de produtividade de 32%. 

Estes são alguns dos principais benefícios que a AR oferece em ambientes industriais e de produção: 

 

 

  1. Desenvolvimento de produto aprimorado: a implementação de AR durante a fase de design possibilita que os designers respondam às demandas dos consumidores modernos por ciclos de vida de produto mais curtos e reduzam os custos associados à prototipagem. 
  2. Processos simplificados: fluxos de trabalho visualizados que oferecem instruções passo a passo que podem dar suporte à solução de problemas preditivos e, ao mesmo tempo, reduzir erros que causam retrabalho e agilizar tarefas de montagem complexas para os trabalhadores. 
  3. Gestão de depósitos simplificada: a AR pode economizar tempo gerenciando os níveis de estoque, orientando o picking do produto, minimizando o tempo de inatividade, facilitando o diagnóstico e a correção de problemas pelos técnicos e aprimorando o treinamento dos colaboradores. 
  4. Maior engajamento do trabalhador: como a AR é uma tecnologia relativamente nova, a qualidade imersiva da experiência 3D e a capacidade de aprender praticamente fazendo ainda é nova para os trabalhadores, o que impulsiona seu engajamento com a tarefa em questão.
  5. Risco reduzido: a AR não substitui apenas o trabalho ou a função de equipamentos e pessoas reais; também cria um ambiente de aprendizagem seguro e experiencial que permite aos trabalhadores praticar tarefas virtualmente sem riscos. Isso melhora a segurança, a inspeção, o treinamento e o fluxo de trabalho do trabalhador. 

AR na produção: exemplos de realidade aumentada em ação

A realidade aumentada já está sendo amplamente utilizada na fabricação de uma variedade de formas criativas. 

 

As empresas estão usando aplicativos baseados em AR para oferecer guias passo a passo, documentação, manuais e muito mais para ajudar a treinar novos trabalhadores e aprimorar as equipes existentes. Esse tipo de treinamento prático em ambientes digitais pode dar suporte ou substituir instrutores humanos e tornar o local de trabalho mais seguro. E tudo isso é possível porque a AR oferece acesso fácil a informações de qualquer lugar do mundo, a qualquer momento, com modelos 3D, instruções passo a passo e oportunidades de colaboração.  

 

Imagine criar um gêmeo digital do chão de fábrica para que os trabalhadores possam realizar o trabalho de manutenção de forma mais eficiente e remota e otimizar o trabalho nas linhas de produção. Gêmeos digitais também podem ser usados para criar modelos que mostram como um produto final funcionará, incorporará solicitações de clientes em designs e ajudará a gerenciar a manutenção preditiva. A integração do setor industrial 5.0 com a tecnologia de gêmeo digital, onde o gêmeo digital atua como um clone do objeto físico emparelhado com IoT, torna isso possível.

 

Como resultado do efeito Amazon, os clientes de hoje esperam receber seus pedidos rapidamente, e AR otimizando a gestão de depósitos e o fluxo de trabalho com realidade aumentada podem ajudar a fazer isso acontecer. Com um app de depósito baseado em AR, os colaboradores podem receber informações sobre pedidos e instruções para atender a cada pedido com mais eficiência. O app também escaneia códigos de barras para eles, economizando tempo no escaneamento manual do código de barras. Depois que o pedido é concluído, o sistema de estoque é atualizado automaticamente.  

Implementação de produção inteligente: próximos passos

De acordo com o Gartner, "a produção inteligente requer atividades de sincronização para criação de recursos, capacitação de recursos e capacitação de pessoas." A tecnologia de AR faz exatamente isso, como parte de uma coleção de 4.0 tecnologias que funcionam juntas para alcançar indústrias e empresas verdadeiramente otimizadas. 

 

 

Sua jornada de transformação digital da Indústria 4.0 pode começar onde quer que você esteja hoje. Cada movimento em direção a uma infraestrutura operacional mais conectada, baseada em IA e ML é um passo na direção da transformação digital que combina o poder e a eficiência das tecnologias avançadas com a engenhosidade e criatividade dos seres humanos. 

Explore a AR em soluções
da Indústria 4.0

Descubra como as soluções SAP Industry 4.0 podem ajudar a revolucionar seus negócios.

Newsletter SAP Insights

Assine ainda hoje

Receba insights importantes assinando nossa newsletter.

Leitura posterior

Voltar ao início