Ir para o conteúdo
Colaborador analisando material de treinamento no tablet

Como a tecnologia de treinamento e o LMS ajudam o aperfeiçoamento profissional

A requalificação da força de trabalho tem sido uma prioridade das empresas. Hoje, enquanto respondem à disrupção global, muitas vezes com uma força de trabalho remota, mais do que nunca os líderes dependem de tecnologia de treinamento e LMS.

 

A crise global de saúde e a instabilidade econômica da COVID-19 obrigam muitas empresas a “fazer mais com menos” quanto à prioridade de requalificação e aperfeiçoamento profissional. Felizmente, a tecnologia de treinamento da força de trabalho é avançada e permite que as empresas escolham a partir de uma série de funcionalidades que correspondam com as necessidades e o orçamento.

 

Quando uma  seguradora multinacional fez a transição para o trabalho remoto, os líderes de RH identificaram que cerca de 500 trabalhadores não mantiveram a produtividade. Em vez de buscar soluções a curto prazo para melhorar a produtividade, a empresa mudou o foco e preparou o pessoal para os empregos do futuro por meio da requalificação. A prioridade da empresa continua sendo o pessoal – e isso inclui prepará-los para o amanhã.

 

Os líderes estão tentando filtrar as ofertas para encontrar as melhores soluções para os colaboradores – em períodos de crescimento ou de crise. Por exemplo, hospitais, institutos de pesquisa e organizações de saúde atendem às necessidades dos trabalhadores com a criação de tecnologia de treinamento e recursos educacionais para prevenir e limitar a exposição à COVID-19.  

 

Embora os avanços recentes estejam revolucionando os sistemas LMS, nem todos os investimentos em tecnologia serão adequados para todas as empresas no momento. Veja o que considerar ao investir em uma nova solução.

1. Funcionalidade ligada à realização dos objetivos de negócios

 

Ao escolher entre as opções de tecnologia de treinamento, o primeiro passo é verificar se a funcionalidade da solução dará suporte às necessidades da empresa. Após definir metas de negócios e uma sólida estratégia de força de trabalho, as organizações podem buscar funcionalidades que as ajudem a alcançar esses objetivos. Muitas empresas precisam de plataformas flexíveis e abertas para dar suporte a elementos essenciais dos negócios.

Por exemplo, em uma empresa de energia, apenas os colaboradores que tiverem concluído o treinamento de uma certificação obrigatória terão acesso a uma parte específica de uma instalação nuclear. Essa empresa precisa de um LMS que integre totalmente o credenciamento dos colaboradores a treinamentos e operações especiais. 

Do mesmo modo, uma empresa farmacêutica talvez precise validar o aprendizado para cumprir os requisitos de regulamentações nacionais. Soluções que oferecem um ecossistema de inovação, incluindo aplicativos de parceiros, podem fornecer funcionalidade adicional e flexível em todo o ciclo de vida do colaborador (recrutamento, integração, desenvolvimento e gerenciamento de sucessões etc.). Grandes empresas podem precisar de soluções que deem suporte a vários casos de uso, enquanto outras buscam tecnologia de treinamento de nicho, com foco em setores específicos, como educação ou saúde. De qualquer forma, as empresas devem procurar tecnologias que apoiem suas metas. E com a variedade de softwares disponíveis, desenvolver um LMS perfeitamente adaptado à estratégia de sua empresa é mais possível do que você imagina.

 

2. Escalabilidade

Muitas empresas com várias filiais ou uma força de trabalho numerosa precisarão de um LMS corporativo capaz de gerenciar a requalificação de até centenas de milhares de colaboradores.

Como várias organizações recorreram ao trabalho remoto na crise global de saúde, as empresas em crescimento também podem precisar de um software de LMS que seja dimensionado com segurança e eficiência para o home office de seus colaboradores. As tecnologias de aprendizagem móvel acessíveis em trânsito, em smartphones, por exemplo, podem melhorar a adoção pelos colaboradores remotos sem tempo para treinamento dedicado, como os vendedores em trânsito.

Embora não sejam propícias a situações táteis, as ferramentas de treinamento que incorporam VR (realidade virtual) ou AR (realidade ampliada) podem ser úteis para preparar os colaboradores para situações emergenciais ou excepcionais. Essas tecnologias são um ótimo exemplo de como as ferramentas de treinamento ajudam as empresas a enfrentar novos desafios e a aprimorar e requalificar os colaboradores.

A Walmart, por exemplo, treinou mais de um milhão de colaboradores em 2019 com VR em uma aprendizagem com imersão sensorial e testou essa tecnologia também para entrevistar candidatos. A empresa enviou óculos de VR aos depósitos para ensinar os colaboradores a configurar a máquina que recupera os pedidos online. Com os óculos de VR, a rede não precisa mais enviar três ou quatro pessoas ao depósito para montar a máquina, fazer manutenção ou ensinar a trabalhar com ela. Seja no varejo, em plataformas de petróleo ou em fazendas, muitos colaboradores podem alcançar novos níveis de produtividade e engajamento com soluções personalizáveis e escaláveis. 

placeholder

3. Colaboração entre colaboradores e empregadores

 

Em várias situações, permitir que os colaboradores conduzam o próprio aprendizado melhora a adesão aos programas, ao engajamento e à cultura de aprendizagem. Muitos colaboradores responderão positivamente ao aperfeiçoamento frequente, que gera um senso de pertencimento e orgulho sobre o conhecimento adquirido. Em uma empresa, o aperfeiçoamento aconteceu por vídeos que os colaboradores produziam e compartilhavam para treinar os colegas em suas próprias áreas de expertise.  

 

A aprendizagem social traz benefícios principalmente para a força de trabalho remota pois diminui o isolamento, a ansiedade e a falta de motivação enfrentados pelas equipes. Quadros de avisos, chats e “missões” gamificadas são recursos de LMS que podem melhorar a colaboração e manter o distanciamento social. Gerentes também podem usar tais recursos para as habilidades que correspondem com novas prioridades e para incentivar as equipes a atingirem suas metas.  

 

4. Suporte à gestão de mudanças

A introdução de um programa de aperfeiçoamento profissional em toda a empresa é uma grande tarefa para a gestão de mudanças organizacionais. O alinhamento de valores, pessoas e cultura para alcançar um resultado não virá apenas da adoção de uma nova tecnologia. A gestão de mudanças é parte essencial da conversa sobre a experiência de aprendizagem nas empresas por pelo menos três motivos.

 

O primeiro é garantir que a tecnologia se encaixe na organização e alcance elevados índices de adoção para que os colaboradores e a empresa extraiam o máximo valor dela.

 

O segundo é que a gestão de mudanças orientada por dados e de respostas ágeis oferecerá uma vida útil mais longa para a tecnologia.

 

E o terceiro é que a introdução de qualquer tecnologia de treinamento em uma empresa exige governança, incluindo a atribuição de responsabilidade sobre as funções e os dados segmentados que poderão ser coletados dela. Muitos especialistas em requalificação dirão que a governança é tão ou mais importante que a própria tecnologia de requalificação.

 

Os líderes de RH não são os únicos que investem nessas soluções. A maioria dos usuários de aprendizagem de plataformas de treinamento trabalha em outras áreas, como segurança, compliance e treinamento de vendas. Mesmo que os orçamentos continuem apertados e haja divergências entre departamentos sobre qual grupo deve definir e gerenciar as prioridades de aperfeiçoamento e requalificação, as opções de LMS devem oferecer ROI comprovado. As eficiências podem incluir redução do tempo necessário para encontrar e compartilhar informações ou aumento de receita (ou redução de custos) como resultado da padronização da tecnologia e suporte aos colaboradores. 

 

Para apoiar a gestão de mudanças que vem com a introdução de uma nova tecnologia, as empresas devem buscar soluções que ofereçam a capacidade de teste beta, iteração e personalização de acordo com as necessidades da força de trabalho. O software empresarial deve oferecer suporte aos líderes e colaboradores para uma experiência de aprendizagem perfeita.

 

Muitos especialistas em requalificação dirão que a governança é tão ou mais importante que a própria tecnologia de requalificação.

5. Cuidado com os jargões e mantenha o foco no pessoal de sua empresa

O LMS de hoje pode usar tecnologias avançadas, como IA (Inteligência Artificial) e Machine Learning, para fornecer tudo – de coaching a planos de desenvolvimento de colaboradores em larga escala. Ao avaliar as opções de LMS que oferecem tais tecnologias, é importante que os líderes tomem cuidado com jargões e mantenham uma estratégia de força de trabalho focada em metas de negócios. 

 

Recursos como gamificação e aprendizagem social, embora possam ter grande impacto em algumas empresas, talvez sejam irrelevantes em outras. Para muitas organizações, a aprendizagem em sala de aula com orientação de um instrutor ainda pode trazer resultados melhores. Ouvir os colaboradores oferece insights práticos para responder às necessidades deles e criar uma experiência de aprendizagem eficaz.

Muitos especialistas em aperfeiçoamento profissional concordam que a aprendizagem e o aperfeiçoamento são uma jornada para colaboradores e empregadores. Enquanto as empresas investem pesado em novas tecnologias, o objetivo geral é o investimento no pessoal.  

 

A estratégia a longo prazo da força de trabalho de uma empresa envolve mais do que o LMS escolhido. A gestão da experiência de aprendizagem inclui as novas habilidades e o conhecimento obtidos, além de uma forma de trabalho eficiente e ágil. O programa ideal ajudará a preparar as pessoas para funções voltadas para o futuro e a apoiar a inovação revolucionária em toda a empresa.

placeholder

Explore as soluções de gestão de aprendizagem

Crie uma cultura de aprendizagem contínua e desenvolva as habilidades de seus colaboradores.

Outros destaques desta série

Newsletter SAP Insights

placeholder
Assine ainda hoje

Receba insights importantes assinando nossa newsletter.

Leitura complementar

Voltar ao início